Quais as mídias sociais mais indicadas para Advogados?
14 de fevereiro de 2017
Saiba as formas legais de fazer publicidade na advocacia
3 de março de 2017
Exibir tudo

4 Dicas de Marketing de Conteúdo para Advogados

Muitos escritórios de advocacia divulgam conteúdo na Internet, mas pouco vêm nesta tarefa uma função estratégica. O marketing de conteúdo tornou-se algo tão vital para as empresas e organizações, que foi alçado a uma das principais (se não a principal) estratégias de marketing para Internet. Para os advogados, ele aparece como uma oportunidade de transformar o fruto de uma atividade intelectual (o conteúdo), numa forma de prospectar de forma ética os clientes.

O marketing de conteúdo consiste na divulgação estratégica de conteúdo útil e relevante, para um público definido, de forma a engajá-lo com as suas publicações, perseguindo objetivos de marketing diversos: conquista de clientes, construção de marca, gestão de relacionamento com clientes, etc.

O engajamento é medido, via de regra, por meio de métricas próprias dos canais digitais: curtidas, comentários, compartilhamentos, marcações, acesso às suas páginas, número de pessoas da sua lista que abriram seus e-mails, etc.

Para a Advocacia, o marketing de conteúdo não só é indicado, mas parece ser o ideal, em virtude das restrições à publicidade dispostas no Código de Ética e Disciplina da OAB.

É ideal porque é avesso ao excesso de anúncios, estratégias autopromocionais e à prática de spam. O marketing de conteúdo exige informação verdadeiramente útil, que ajude as pessoas. É uma espécie de abordagem de consentimento, uma vez que entrega conteúdo apenas àquele que busca por ele, sem a impositividade da publicidade tradicional.

É claro que não é qualquer conteúdo que será apto a engajar o público. Por tratar-se de uma estratégia de engajamento, planejamento e cuidado com certos detalhes são fundamentais para se atingir resultados expressivos. Seguem nossas 4 dicas de marketing de conteúdo para advogados.

1. NÃO ENTREGUE CONTEÚDO PARA O PÚBLICO ERRADO

De nada adianta divulgar conteúdo se o público alvo para o qual ele é destinado não for muito bem definido. Parafraseando Lewis Carroll, se você não sabe onde quer chegar, tanto faz o caminho que toma.

Ao traçar o perfil do seu público-alvo (a “persona” do seu conteúdo), você define o caráter do seu conteúdo. Perfis diferentes vão gerar conteúdos diferentes. Por exemplo: trabalhadores da construção civil em busca dos seus direitos trabalhistas vão se interessar pelo Direito do Trabalho de uma forma diferente dos empresários que buscam reduzir seu passivo trabalhista.

2. SEM UMA BOA CHAMADA NÃO HÁ LEITOR

Outro aspecto importante é a chamada, ou seja, os elementos usados para chamar a atenção. Trata-se dos títulos, das imagens, das frases curtas usadas para postagens em redes sociais.

Mesmo que seu conteúdo seja muito bom, você deve levar em conta que o internauta é apressado, impaciente e bastante distraído. Uma frase brilhante desacompanhada de uma boa imagem ou vídeo pode passar desapercebida no turbilhão de informações que é a Internet.

Procure construir títulos chamativos, um texto escaneável que facilite uma primeira leitura, nada muito longo que desanime o leitor, nem tão curto que desacredite a possibilidade de um conteúdo útil e relevante.

Por texto escaneável entenda-se aquele com as marcações (negritos, coloridos, sublinhados) que ajudem o internauta a fazer uma primeira leitura rápida para avaliar se vale a pena investir seu reduzido tempo na leitura do seu conteúdo.

3. TORNE SEU CONTEÚDO DIGITAL EM MULTIMÍDIA

marketing de conteúdo para advogados

A Internet tem se tornado cada vez mais audiovisual. Isso exigirá a habilidade de produzir conteúdo multimídia. Não basta texto; é fundamental uma imagem, um vídeo, uma gravação em áudio, um infográfico, etc. Os formatos multimídia são ilimitados e desafiam a criatividade do Advogado.

Nas redes sociais, conteúdos multimídias chamam muito mais atenção. Isso significa que se sua postagem não é acompanhada por uma imagem ou vídeo, o número de pessoas que irão notá-lo é bem menor.

4. DÊ IDENTIDADE VISUAL À SUA MARCA

Algo que chama uma atenção qualificada do público é a identidade visual do seu conteúdo. Você pode obter isso com uma marca registrada nas suas postagens, uma moldura com a sua logo, um tipo de imagem específica, uma cor recorrente.

Isso ajudará o internauta a identificar seu conteúdo, além de ser uma excelente forma de branding marketing.

Busque também uma afinidade entre a iconografia das imagens e o perfil do público escolhido. Por exemplo: se este não tem um perfil de sofisticação e intelectualidade, de nada adianta postar imagens de obras de arte, pois estas não chamarão a sua atenção.

SEJA CLEAN: O MENOS É MAIS

Banners recheados de informações também não chamam a atenção do internauta. Quanto menos informação e quanto mais relevante esta for, mais você chama a atenção e comunica.

Lembre-se que uma imagem chamativa e não poluída será o suficiente para o internauta percebê-la. Caso ele se interessar e clicar em seu conteúdo, será direcionado para um outro espaço (seu site ou blog corporativo), onde o seu conteúdo mais detalhado estará localizado.

Fale conosco pelo chat!

)
    is typing...

    Deixe uma mensagem Offline, responderemos o mais breve possível.

    Enviar mensagem Cancel